Aumenta a procura pela cirurgia íntimaUm relatório da Sociedade Americana de Cirurgiões Plástico mostrou que a procura pela cirurgia íntima, que incluem procedimentos a cirurgia dos lábios vaginas, lipo da região pubiana e ninfoplastia, aumentou 39% nos últimos dois anos.

Aqui no Brasil, o procedimento voltou a ser assunto nas últimas semanas, quando a apresentadora Xuxa relatou ter passado pelo procedimento.

Além de estética, a cirurgia intima ajuda resolver problemas sofridos por mulheres por causa do avanço da idade. Entre os procedimentos incluem a cirurgia dos lábios vaginais, lipo da região pubiana e a ninfoplastia.

Cirurgia dos lábios vaginais: é realizado um enxerto de gordura realizado nos grandes lábios da vagina quando a paciente relata atrofia dos mesmos. Tal condição é comum com o avançar da idade.

O procedimento inclui uma pequena lipoaspiração que é realizada em uma região do corpo onde haja excesso de gordura. Essa gordura é decantada para retirar o sangue e o anestésico local infiltrado e posteriormente é enxertada na região dos grandes lábios vaginais.

Lipo da região pubiana: nada mais é do que um procedimento de lipoaspiração na região do púbis que, em algumas pessoas, apresenta acúmulo exagerado de gordura. É afecção comum após a dermolipectomia abdominal e frequentemente associada a ninfoplastia.

Ninfoplastia: é a cirurgia para a redução dos pequenos lábios vaginais e é indicada para as pacientes que apresentam hipertrofia dos pequenos lábios vaginais, ou seja, aumento do tamanho destes. A cirurgia visa a redução dos pequenos lábios, tornando-os de tamanho normal, porém sem reduzi-los de forma exagerada.

Com a paciente em posição ginecológica é marcado com tinta indelével a porção redundante dos pequenos lábios vaginais. Após a marcação é aplicada a região anestesia local e então o excedente é excisado tomando-se muito cuidado para preservar a região do clitóris. É feita a hemostasia e a sutura com fios absorvíveis para que não haja necessidade de retirada de pontos. Para o pós operatório é indicado apenas o uso de absorventes íntimos e higienização frequente e roupas íntimas que não apertem a região.

Filed under: Cirurgia da intimidade