(Cirurgia do contorno corporal, plástica circular do tronco, elevação inferior do corpo, elevação das coxas, elevação do bumbum, suspenção do bumbum, tratamento cirurgico do culote.)

Descrição:

Lifting da parte inferior do corpo, a flacidez da pele do abdômen, culotes, nádegas, quadris e cintura são corrigidos. Incisões circulares são realizadas para remover um “cinturão” de excesso de pele e gordura.

Quando as pessoas adquirem muito de peso geralmente a gordura localiza-se em torno da porção inferior do tronco, na frente, lados e costas a partir de logo abaixo das costelas até a região pélvica. Quando perdem peso, acabam com um excesso de gordura e pele que é mais evidente na frente, muitas vezes parecendo um avental. No entanto, o excesso de pele não para na frente, e na maioria das vezes ele vai se estender para os lados e para a parte traseira envolvendo os culotes, costas e nádegas. Este tipo de problema é chamado de excesso de circunferência.

Para tratar o excesso de circunferência do tronco inferior em um paciente com grande perda de ponderal, uma lipectomia em cinto é frequentemente empregada. Neste procedimento, uma faixa de tecido em torno do tronco inferior é removida para o tratamento de toda a região a fim de que a melhora seja a maior possível. Apesar de uma abdominoplastia, que trata só a frente (região abdominal), possa ser realizada em alguns pacientes com maciça perda de peso, os resultados são muitas vezes aquém do que é ideal, porque os lados e as costas não são adequadamente tratados.

Os candidatos para a elevação inferior do corpo devem:
• ser clinicamente estável
• ser psiquiatricamente estável
• ter estabilizado seu peso (nem perder nem ganhar peso)

Embora este tipo de procedimento seja mais frequentemente indicado nos pacientes após perda maciça de peso, há três outros grupos que podem se beneficiar deste tipo de cirurgia:

• Mulheres que não são obesas mórbidas, mas estão 30 a 40 quilos acima do peso e não são capazes de emagrecer.

• pacientes com peso normal que desejam retirar excessos de tecidos pendentes.

• Pacientes que se submeteram à lipoaspiração e ficaram com o excesso de pele na região do tronco inferior e / ou coxas

Técnicas cirúrgicas:

Lifting da parte inferior do corpo envolve a remoção de uma cunha circunferencial de tecido. Na frente o procedimento envolve a remoção do avental de pele e gordura e reforço da parede muscular subjacente, que é muito semelhante ao que é realizado em uma dermolipectomia abdominal. Para remover o excesso de tecidos localizada na parte traseira e nas laterais o paciente tem de ser posicionado na sala de operações para permitir a exposição dessas áreas. A lipoaspiração das coxas é frequentemente realizada ao mesmo tempo. A cicatriz final tem uma forma semelhante a um biquíni “fio dental”.

O resultado objetivado é:
• Eliminação do avental
• O achatamento do ventre
• Elevação da região pubiana caída
• Criação de uma cintura
• Elevação das coxas
• Elevação e definição das nádegas

Duração:

Lifting da parte inferior do corpo tem um tempo de duração variável dependendo de quais os procedimentos necessários para o caso específico é sempre realizada sob bloqueio peridural.

Efeitos colaterais:

Felizmente, as complicações significativas do lifting da porção inferior do corpo são raras mas qualquer um que considera a cirurgia deve estar ciente de ambos os benefícios e riscos.

Podem haver assimetrias na posição da cicatriz, cicatrização hipertrófica ou queloidiana perda de sensibilidade na de pele descolada e abaulamentos resultantes de seromas mas todas essas condições são bastante raras e podem ser corrigidas facilmente através de retoques cirúrgicos.

Recuperação e cuidados pós operatórios:

Lifting inferior: recuperação
• Este procedimento pode levar de 3 a 4 semanas para cicatrizar
• Alguns cirurgiões preferem usar malhas de compressão
• A maioria dos pacientes podem ser instruídos a caminhar curvados por uma semana
• Geralmente, os pacientes terão que ficar com drenos para escoar o sangue e fluidos corporais, das áreas que foram operados. Eles vão permanecer no local por uma quantidade variável de tempo, de alguns dias até semanas
• O resultado final pode não ser aparente até que todo o inchaço tiver resolvido o que pode demorar até um ano para este tipo de procedimento.

A dor pós-operatória é subjetiva e varia consideravelmente de pessoa para pessoa. Os pacientes submetidos a uma cirurgia de lifting inferior do corpo geralmente tomam por alguns dias medicações habituais para tratar a dor e a sensação de desconforto. Durante um período de 7 a 10 dias a maioria das pessoas para de tomar analgésicos por não mais necessita-los.

Quase todas as cirurgias de lifting inferior do corpo são realizadas sob anestesia geral. Alguns cirurgiões plásticos irão combinar a anestesia geral com anestesia epidural, principalmente para controlar a dor pós-operatória.

Riscos:

Lifting inferior Riscos e complicações potenciais podem incluir:
• Sangramento
• Infecção
• Cicatriz inestética
• Formação de seroma, que são coleções que podem surgir após a cirurgia ao longo da linha de incisão
• Alargamento da cicatriz por causa da tensão criada pelo peso dos tecidos remanescentes.
• Possibilidade de formação de coágulos sanguíneos nas pernas, que podem migrar para os pulmões, causando a chamada embolia pulmonar.
• Dificuldade na cicatrização das bordas da incisão.

Resultados:

A abdominoplastia irá melhorar o seu contorno corporal pois seu abdômen ficará mais firme e liso. Você se achará mais confortável em suas roupas e mais confiante sobre sua aparência.

As incisões do procedimento vão esmaecer ao longo do tempo. É importante saber, entretanto, que as cicatrizes nunca somem totalmente. Em alguns casos, eles acabarão por ser apenas linhas ténues. Certos indivíduos podem ter cicatrizes que são mais visíveis. Felizmente, as incisões para a abdominoplastia são normalmente em locais escondidos por maios de banho e roupas íntimas.