Dúvidas frequentes sobre lipoaspiraçãoA lipoaspiração é um dos dois procedimentos mais comuns realizados por cirurgiões plásticos no mundo. Ela é indicada para o tratamento de áreas com excesso de gordura na barriga, nádegas, quadris, flancos, culotes, face interna das coxas, mamas (peito masculino), costas, face e braços e é igualmente eficaz em homens e mulheres. Sua finalidade é tratar áreas de depósitos de gordura que estão fora de proporção com o resto do seu corpo e não vão embora com dieta e exercícios – a chamada “gordura localizada”.

Preparamos um guia dúvidas mais frequentes sobre a lipoaspiração.

  1. Para que serve a lipoaspiração?

Clínica DFL – A técnica é recomendada principalmente para o tratamento da gordura localizada. Em termos de alternativas cirúrgicas segue sendo a melhor opção.

  1. A lipoaspiração é indicada para emagrecidmento?

Clínica DFL – A lipoaspiração não é um tratamento emagrecedor. Seu foco é a gordura localizada, que não é eliminada com dietas e exercícios físicos. Para pacientes acima do peso, é indicado que primeira emagreça e faça a lipoaspiração para eliminar os excessos de gordura.

  1. A gordura localizada aspirada pode voltar?

Clínica DFL – A resposta depende de como o paciente vai se comportar após o procedimento. Como foi dito, a lipoaspiração é recomendada somente após um efetivo emagrecimento, no caso de pessoas que eram obesas. Isso implica dedicação e, principalmente, mudança de comportamento.

Sabemos que manter o peso ideal do corpo é quase uma equação matemática. Precisamos, no mínimo, queimar o que consumimos, para manter o peso. Se após a cirurgia, o paciente estiver empenhado em seguir uma dieta equilibrada e realizar exercícios físicos regularmente, sim, a lipoaspiração é definitiva. Do contrário, os resultados conquistados no procedimento podem ser perdido, com novo ganho de peso.

  1. Existe diferença entre lipoaspiração e lipoescultura?

Clínica DFL – Tecnicamente elas são bem parecidas, ou seja, em ambas a gordura é sugada. Porém, na lipoaspiração a gordura retirada é desprezada, enquanto na lipoescultura o excesso de gordura pode ser injetado em outras áreas (principalmente no bumbum), com o objetivo de melhorar o contorno corporal.

  1. Quais os riscos envolvidos na lipoaspiração?

Clínica DFL – Felizmente, as complicações da cirurgia de lipoaspiração não são frequentes. O tema dos riscos e possíveis complicações da cirurgia são melhor discutidos em base pessoal entre o paciente e o cirurgião plástico. Os riscos na maioria das cirurgias são semelhantes. Algumas das complicações potenciais que podem ser discutidas incluem hematoma (acúmulo de sangue sob a pele que podem exigir a remoção), infecções e tromboses. Seguindo as recomendações pré e pós-cirúrgicas, é possível reduzir consideravelmente qualquer risco.

  1. Paciente com excesso de pele deve recorrer a outras técnicas?

Clínica DFL – Os pacientes que têm muito excesso de pele e/ou flacidez na barriga podem precisar de uma abdominoplastia associada à lipoaspiração para resolver de forma eficiente a flacidez e excesso de pele.

  1. A lipoaspiração pode ser feita junto a outras cirurgias?

Clínica DFL – Sim, é possível associar a lipoaspiração a outros procedimentos, sendo os mais comuns o implante de silicone e a abdominoplastia. Desta forma, é possível conquistar resultados mais harmoniosos como um todo.

  1. Como é a recuperação da lipoaspiração?

Clínica DFL – O tempo que leva para a recuperação varia muito entre os indivíduos. Nos primeiros dias após a cirurgia, é recomendado descanso, embora seja importante pequenas caminhas pela casa para evitar a trombose venosa profunda. Medicamento só deve ser tomado sob prescrição médica. Além disso, será indicada o uso de uma cinta.

Nas primeiras 48 horas após a cirurgia, os pacientes experimentam diversos graus de edema e hematomas. O inchaço pode persistir por mais tempo. Equimoses geralmente desaparecem dentro de sete a dez dias. Os pontos são normalmente removidos dentro de uma semana da cirurgia.

O cirurgião pode indicar também a drenagem linfática pós-operatória ou a aplicação de ultrassom para diminuir o inchaço e hematomas, ajudando na recuperação.

Filed under: Lipoaspiração