Ocidentalização

(correção dos olhos puxados, correção dos olhos orientais, amendoamento dos olhos)

Descrição:

O olho oriental tem características próprias como a falta de prega na pálpebra superior e a prega do epicanto que nada mais é que uma ponte cutânea no canto interno dos olhos.

A cirurgia de ocidentalização procura amenizar esses traços orientais dos olhos

Técnicas cirúrgicas:

A falta do sulco na pálpebra superior é devido a falta da fixação cutânea dos músculos elevadores das pálpebras que nos orientais fixam-se só na cartilagem tarsal superior e com isso não fazem o sulco órbito palpebral superior.

A cirurgia consiste em dissecar os músculos elevadores das pálpebras e fixa-los também nas bordas da incisão da pálpebra superior e com isso criar artificialmente o sulco. Além disso a as bolsas gordurosas, que são geralmente exuberantes nos orientais poderão ser tratadas assim como as pregas do epicanto que podem ser amenizadas através de uma zetaplastia.

Duração:

Geralmente esse procedimento leva uma hora e meia e é feito ambulatoriamente sob anestesia local.

Efeitos colaterais:

Podem resultar dessa cirurgia assimetrias, e recidivas mas felizmente isso é bastante raro.

Recuperação e cuidados pós operatórios:

É igual à da blefaroplastia.

É importante saber que o tempo que leva para a recuperação varia muito entre os indivíduos.

Os primeiros dias após a cirurgia, você deve descansar tranquilamente com a cabeça elevada. Seu cirurgião pode instruí-lo a aplicar compressas frias em suas pálpebras. Lembre-se, você não deve tomar aspirina ou certos medicamentos anti-inflamatórios. Inicialmente, você pode sentir uma “sensação” de aperto ao redor dos olhos e um leve desconforto que pode ser controlado com medicação oral. Durante as primeiras 48 horas após a cirurgia, os pacientes experimentam diversos graus de edema e hematomas.

Em alguns pacientes acham um leve inchaço pode persistir por várias semanas, enquanto outros podem ver o inchaço se resolver em menos de uma semana. Equimoses geralmente desaparecem dentro de sete a dez dias. Após a primeira semana, você terá permissão para usar maquiagem, se necessário, para esconder qualquer descoloração. Os pontos são normalmente removidos dentro de uma semana da cirurgia.

Sua visão pode continuar a ser um pouco embaçada por alguns dias ou mais. Seus olhos podem ficar temporariamente sensíveis à luz, e você pode ter excesso de lacrimejamento ou secura. Alguns cirurgiões plásticos recomendam colírio para ajudar a aliviar a queimação ou coceira. Você pode querer usar óculos escuros por algumas semanas para proteger os olhos do vento e da irritação.

Esforço, flexão e elevação devem ser evitadas durante o período pós-operatório imediato. Em muitos casos, você será capaz de retomar a maioria de suas atividades normais dentro de dez dias ou menos. Se você voltar ao trabalho poucos dias após a cirurgia, sua visão pode ainda estar um pouco embaçada, o que pode tornar a leitura mais difícil.

Riscos:

Os riscos na maioria das cirurgias são semelhantes. Algumas das complicações potenciais que podem ser discutidas com você incluem hematoma (acúmulo de sangue sob a pele que podem exigir a remoção), infecções, alterações na sensibilidade, cicatrizes, reações alérgicas, danos às estruturas subjacentes, necessidade de revisões, resultados insatisfatórios que possivelmente requeiram procedimentos adicionais.

Resultados:

Os resultados a cirurgia de ocidentalização  são extremamente satisfatórios e existe uma grande amenização do olhar oriental o que é o objetivo desse procedimento.